Cartão de Visita Rocca

A Fundação Seade (Sistema Estadual de Análise de Dados) divulgou balanço do PIB (Produto Interno Bruto) regional nos últimos 12 anos de avaliação (2002 a 2014), de 242,6%, saltando de R$ 5,8 bilhões para R$ 20,1 bilhões no período.

Ainda de acordo com a pesquisa, que monitora detalhadamente as atividades econômicas em todo o estado, Araçatuba foi o município que mais se destacou, registrando crescimento de 26,1% para 32,9%. Entre os fatores destacados pela Fundação, para este crescimento, estão os atrativos para novos negócios, como shoppings, supermercados, construção civil e o estaleiro, além do potencial favorável a facilidade de transportes, como rodovia, ferrovia, hidrovia e aeroporto, o agronegócio e grandes empresas.

A pesquisa releva os números da economia no período em que a cidade era administrada pelos ex-prefeitos Jorge Maluly Netto (falecido) e Cido Sério. O ex-prefeito Cido Sério fez uma análise da pesquisa e disse que os números comprovam que a sua administração conseguiu atingir as metas do plano de governo. Ele lembra que uma das primeiras conquistas foi o estaleiro rio Tietê, que conseguiu trazer para a cidade após um jantar, em São José do Rio Preto, com a então ministra Dilma Roussef.

Com investimento avaliado em R$ 432 milhões, o estaleiro movimentou o setor econômico da cidade, colocou Araçatuba em evidência no meio empresarial e abriu as portas para que a administração pudesse atrair novos investidores.

Cido Sério reuniu a equipe e começou a trabalhar para fazer uma política de atração de novos investimentos. E os resultados foram surgindo. A cidade passou a receber grandes empresas, como as multinacionais Rigesa e Bunge, além de lojas de departamento e grandes supermercados, como Havan, Muffato, Tonin, a expansão dos supermercados Rondon (loja Ipanema) e Rosa Felipe (rua do Fico), além do novo Shopping, que trouxe dezenas de lojas novas a cidade, incluindo redes de franquias.

Ele lembra com satisfação das conversas que teve com os empresários, em especial com Luciano Hang, da Havan, e os irmãos Ederson e Everton Muffato, que acabou resultando em grandes investimentos na cidade.

A economia da cidade passou a ficar mais aquecida, com isso o comércio em geral se expandiu, incluindo a rede hoteleira e de gastronomia. Novas concessionárias de veículos se instalaram na cidade neste período, como foi o caso da Nissan, Citroen e Chery.

Até a economia informal foi fortalecida neste período. O ex-prefeito lembra que em sua gestão a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Relações do Trabalho cadastrou quase 9 mil novos empreendedores individuais que deixaram a informalidade.

Devido a implantação de programas de qualificação e treinamento implantados em sua gestão, o índice de mortalidade de micro e pequenas empresas foi reduzido, caindo de 8,8% para 1,2%. Todos esses fatores, que provocaram um aquecimento no comércio, fez surgir novos corredores comerciais, como é o caso da avenida Odorindo Perenha, que recebeu investimento do governo municipal para a duplicação da via.
E como mostra a pesquisa da Fundação Seade, outro fator que contribuiu para a elevação do PIB durante o período do governo de Cido Sério foi a construção civil. Ele afirma que o setor teve grandes investimentos em todos os níveis, desde o minha casa minha vida faixa 1, com quase 4 mil unidades entregues, até empreendimentos voltados a classe social mais elevada, com grandes edifícios, inclusive os comerciais, como o New York Tower, Araçatuba Center e The Tower.
Grandes condomínios de alto padrão também alavancaram o setor de construção civil e imobiliário na cidade, como é o caso do Royal Boulevar, Alphaville I e II, Villa Toscana, Green Park e Barcelona. Analisando os dados Cido Sério diz que os números comprovam a máxima de que “Araçatuba é tudo de bom”.

 

Oque você acha disso?